terça-feira, 15 de julho de 2008

Coringa

Caramba! Belo começo, não poderia ter começado com outra palavra mais adequada. Se eu fosse um cara verdadeiramente sincero, jamais iria escrever neste exato momento o que estou escrevendo. Mas escreveria abertamente os sentidos e sentimentos, as confusões e tropeços, os quais estão aos montes no meu caminho. Falaria a verdade, sem querer menosprezar e desperdiçar o tempo de quem passa aqui toda santa semana pra ler alguma coisa interessante e que quase sempre sai sentindo aquele gostinho de que faltou alguma coisa. Não que eu seja falso, pode até ser que sou, mas não se trata daquela falsidade vulgar...tá mais pra um mau humor...well evil. Seria muito mais claro e verdadeiro se eu escrevesse minhas verdades e minhas mentiras. É...essa é uma coisa complicadíssima, sentei-me aqui pra escrever outra coisa, mas infelizmente ou felizmente não pude escrever. Jolkerman, não há expressão melhor pra finalizar...volto daqui uns dias.
Beijos Rê e Déa...!

2 comentários:

Déa disse...

As palavras às vezes são só palavras, mas nem sempre são só isso. Talvez por esse motivo seja melhor ser comedido, usando-as em doses homemopáticas.
Agradeço pela "homenagem" no meio da confusão.
Beijo!

Rê F. disse...

posso copiar e colar o comentário da Déa e colar aqui?! rsrs... Faço minha as palavras dela!!!

Um beijo... e eu entro qse todos os DIAS aqui pra ver se postou alguma coisa!!! rsrs...