terça-feira, 29 de julho de 2008

'No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.'

Quero andar, sozinho, talvez. As pedras? Me volto contra elas, ou as mando para o espaço e flutuarão por aí sem orbita ou estraçalharão meus dedos ... é assim, sempre assim....!

'Nunca me esquecerei que no meio do caminho tinha uma pedra!'

P.S: Sem demasiadas interpretações, ouviu Rê, está me ouvindo?!

Um comentário:

Rê F. disse...

melhor deixar as pedras lá e sair correndo então!!

Ando interpretando demais?! rsrs...

Beijo